Artigo

Questionário de sintomas na doença do refluxo gastroesofágico

FERNANDO FORNARI, DILETA CECCHETTI, ANTONIO DE BARROS LOPES, ANTONIO CARLOS GRUBER

Arquivos de Gastroentereologia, v. 41, n. 4, p. 263-267, 2004.

Motivo: Produção Corpo Clínico

Setor HMV: Núcleo Motilidade Digestiva

Área da saúde: Cirurgia Aparelho Digestivo

Resumo: Racional - Questionários estruturados são valiosos instrumentos para medir o impacto de doenças na qualidade de vida dos pacientes através do cálculo de um escore e são disponíveis tanto no exterior, quanto no Brasil. Entretanto, questionários baseados em sintomas para a doença do refluxo gastroesofágico não são disponíveis na língua portuguesa. Objetivo - Desenvolver e validar na língua portuguesa um questionário específico de sintomas na doença do refluxo gastroesofágico. Pacientes e Métodos - Traduziu-se o questionário de Velanovich, acrescentou-se uma questão para o sintoma “regurgitação” e adaptou-se o vocabulário à escolaridade média estimada da população estudada. A “validade de face” para cada pergunta foi avaliada por um painel multidisciplinar e um questionário QS-DRGE consensual construído. O questionário foi, então, respondido por pacientes com sintomas de refluxo gastroesofágico confirmado por pHmetria esofagiana prolongada. Mediu-se sua compreensão, o tempo necessário para respondê-lo, sua reprodutibilidade e o coeficiente de correlação com o escore de Johnson-DeMeester. Resultados - A “validade de face” foi referendada pelo painel e o questionário aplicado a 124 indivíduos, consecutivamente. A compreensão do questionário e o tempo menor do que 5 minutos para seu preenchimento foram observados em todos os indivíduos (100%). A reprodutibilidade em 10 indivíduos, em duas ocasiões distintas, apresentou elevado coeficiente de correlação intraclasse (0,833). A correlação com o escore de Johnson-DeMeester foi nula. Conclusão - O questionário de sintomas na doença do refluxo gastroesofágico apresentou “validade de face”, fácil compreensão e rápida resposta em todos os indivíduos com excelente reprodutibilidade. A correlação com o escore de Johnson-DeMeester foi nula. DESCRITORES – Refluxo gastroesofágico. Sinais e sintomas digestórios. Questionários.

Envie um e-mail para os autores

© Copyright 2010 Hospital Moinhos de Vento - Todos os Direitos Reservados

Hospital Moinhos de Vento - Rua Ramiro Barcelos 910 - Bairro Moinhos de Vento - Porto Alegre - RS , CEP: 90035-001 - Fone: (51) 3314 - 3434

Hospital Moinhos de Vento Iguatemi - Shopping Iguatemi 3º andar - Porto Alegre - RS, CEP: 91340-001 - Fone: (51) 3327 - 7000

Responsável Técnico - Dr. Luiz Antonio Nasi - CREMERS 11217

Fale Conosco | Ouvidoria | Trabalhe Conosco | Localize e Visite | Mapa do Site