Artigo

Hidromorfona de liberação lenta: uma nova opção agonista opioide forte

JOAO MARCOS RIZZO, Márcia Elisa Carraro do Nascimento, vinicius Carraro do Nascimento

Revista Dor, v. 11, n. 1, p. 68-73, 2010.

Motivo: Produção Corpo Clínico

Setor HMV: Farmacia Clinica/Dispensacao

Área da saúde: Farmácia - Farmácia, Farmácia

Resumo: JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A dor crônica é uma condição frequente na população mundial, sendo causa de perdas emocionais e econômicas importantes. A busca por fármacos analgésicos potentes, de longa duração de ação, que possam proporcionar estabilidade no controle em longo prazo, melhora da adesão ao tratamento com o mínimo de eventos adversos, tem crescido na última década. O mais novo membro desta classe de analgésicos é a hidromorfona OROS®, opioide forte agonista μ, que incorpora a tecnologia OROS® push-pullTM (ALZA Corporation, Mountain View, CA, USA), liberado hidromorfona, administrada por via oral, de forma constante, por 24h. O objetivo deste estudo foi descrever os aspectos farmacocinéticos e farmacodinâmicos, indicações e contra-indicações, bem como sumarizar os resultados dos principais artigos publicados, de relevância clínica, sobre a hidromorfona OROS®. CONTEÚDO: O cloridrato de hidromorfona é um analgésico opioide forte para a administração em dose única diária. A liberação controlada promove uma analgesia dose-dependente contínua, durante 24h de intervalo entre duas doses. Está indicada no tratamento da dor de moderada à intensa, crônica, maligna ou benigna. A dose inicial deve ser de 8 mg a cada 24h para pacientes que não estejam recebendo nenhum outro analgésico opioide. Para pacientes que estejam recebendo opioides por via oral, a razão sugerida de conversão é de 5:1 de equivalentes de morfina por hidromorfona. Os estudos clínicos demonstraram um efeito analgésico contínuo ao longo de 24h em pacientes com dor moderada à intensa, maligna e não maligna. A formulação de liberação lenta proporciona analgesia estável, segura, sem a condição que comumente chamamos de “picos e vales”, que favorece o aparecimento de efeitos adversos e um controle analgésico não ideal. A adesão ao tratamento e a comodidade posológica são inquestionáveis, com apenas uma administração diária. CONCLUSÃO: A hidromorfona OROS® parece ser uma opção analgésica segura e eficaz para o controle da dor crônica, de intensidade moderada à forte, não incidentais, malignas ou benignas, ajustando-se às exigências da Escada Analgésica da Organização Mundial da Saúde (3º degrau) e da analgesia multimodal. Descritores: Dor crônica, Hidromorfona, Opioides.

Envie um e-mail para os autores

© Copyright 2010 Hospital Moinhos de Vento - Todos os Direitos Reservados

Hospital Moinhos de Vento - Rua Ramiro Barcelos 910 - Bairro Moinhos de Vento - Porto Alegre - RS , CEP: 90035-001 - Fone: (51) 3314 - 3434

Hospital Moinhos de Vento Iguatemi - Shopping Iguatemi 3º andar - Porto Alegre - RS, CEP: 91340-001 - Fone: (51) 3327 - 7000

Responsável Técnico - Dr. Luiz Antonio Nasi - CREMERS 11217

Fale Conosco | Ouvidoria | Trabalhe Conosco | Localize e Visite | Mapa do Site